Imagem por:CNN BRASIL

Ex-presidente está bem, de acordo com seu porta-voz, Steven Cheung.

Na Pensilvânia, nos Estados Unidos, o ex-presidente Donald Trump foi retirado do palco durante um comício neste sábado (13), após barulhos de tiros serem ouvidos no local.

Jornalistas presentes relataram que ouviram “uma série de fortes explosões ou estrondos” antes que agentes do Serviço Secreto corressem em direção a ele.

Trump saiu com um ferimento na orelha e estava sangrando. Ele também gritou de volta para a multidão e ergueu o punho em um gesto desafiador. Posteriormente, o ex-presidente foi levado para um veículo e retirado do local.

“O presidente Trump agradece às autoridades e aos socorristas pela sua ação rápida durante este ato hediondo. Ele está bem e está sendo examinado em um centro médico local. Mais detalhes virão”, disse Cheung em comunicado.

Atirador foi “Neutralizado”

De acordo com várias fontes policiais, o atirador envolvido no incidente foi neutralizado.

Reações

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, foi informado inicialmente sobre o incidente com Trump, de acordo com a Casa Branca.

O presidente da Câmara, Mike Johnson, postou no X, antigo Twitter, que está “orando pelo presidente Trump”, momentos após o ex-presidente ter sido retirado do palco após ser ferido.

A presidente da conferência do Partido Republicano, Elise Stefanik, também postou na plataforma, dizendo: “Por favor, ore pelo presidente Trump, sua família e todos os patriotas no comício de hoje na Pensilvânia”.

Compartilhe:

Imagem por:Canal 38

A Caixa Econômica Federal sorteou na noite deste sábado (13/7), o concurso 2748 da Mega-Sena. O sorteio é realizado no Espaço da Sorte, em São Paulo, e transmitido pelo canal do YouTube.

Os números sorteados do concurso 2748 foram: 19 – 32 – 43 – 46 – 50 – 52

Compartilhe:

Imagem por:Jonatam Battista - Canal 38

Na noite deste sábado (13), por volta das 20h, um acidente envolvendo um veículo Chevrolet Ônix sedan e uma motocicleta Honda CG Titan 150 ocorreu na Rua José Francisco Ferreira, em frente ao condomínio Vale do Sol, em Apucarana.

O motorista do veículo estava saindo do condomínio, enquanto o condutor da motocicleta descia a via, quando ocorreu a colisão. O jovem de 28 anos, condutor da motocicleta, foi encontrado consciente e orientado pelas equipes do SAMU no local. Ele foi socorrido e levado para atendimento hospitalar.

Equipes da Guarda Municipal (GM) de Apucarana rapidamente chegaram ao local para realizar a sinalização na via, garantindo a segurança e o fluxo do tráfego. A Polícia Militar também esteve presente, dois guinchos foram acionados para a remoção dos veículos envolvidos na colisão.

As condições da vítima e a causa do acidente ainda não foram divulgadas. Este incidente destaca a importância da atenção e do cuidado no trânsito, especialmente em vias movimentadas e em horários de pico.

Compartilhe:

Imagem por:Jonatam Battista - Canal 38

Na noite deste sábado (13), equipes do Instituto Médico Legal (IML) e da Polícia Científica estiveram na rua Rafael Sorpile na Represa do Tancredo Neves, em Apucarana, para retirar o corpo de um homem que morreu afogado. O corpo, identificado como sendo de um homem entre 30 e 40 anos, foi encaminhado ao IML para exames de necropsia.

O incidente ocorreu no final da tarde, quando o homem foi visto correndo pela rua e entrando na represa sem roupas. A represa, situada entre os bairros Tancredo Neves e Jardim Marissol, é uma área de lazer popular entre os moradores locais.

A rápida resposta do Corpo de Bombeiros foi fundamental para localizar a vítima, mas, infelizmente, não foi possível salvar sua vida. Apesar dos esforços da equipe do SAMU, que tentou reanimar a vítima, o homem não resistiu. O corpo permaneceu na ambulância até a chegada da equipe do IML, que realizou a remoção para os procedimentos de necropsia. Após os exames, o corpo será liberado para os procedimentos fúnebres.

Compartilhe:

Na noite da sexta-feira (12), uma grande operação policial foi realizada em Apucarana. A Polícia Militar, em conjunto com o Corpo de Bombeiros Militar, Guarda Municipal, Conselho Tutelar e demais entidades de fiscalização municipal, executaram a Operação AIFU (Ação Integrada de Fiscalização Urbana) em diversos pontos comerciais estratégicos da cidade.

Os bairros Parque Bela Vista, Av. Aviação, Tancredo Neves e Fariz Gebrin foram alvos das abordagens policiais, que visaram tanto a repressão quanto a prevenção de ilícitos. Além das fiscalizações de rotina, que incluíram vistorias de alvarás de funcionamento, condições de higiene e segurança dos estabelecimentos, a operação resultou em importantes apreensões.

Durante a ação, foram apreendida uma arma de fogo calibre .22, contendo 6 munições intactas, e uma arma de airsoft semelhante a um revólver .38. Além disso, um indivíduo foi conduzido por posse de drogas para consumo pessoal, registrado em termo circunstanciado.

A ação integrada demonstrou o comprometimento das autoridades locais com a segurança pública e a regularização dos estabelecimentos comerciais, promovendo um ambiente mais seguro e controlado para a comunidade de Apucarana.

Compartilhe:

Imagem por:Valter Campanato/Agência Brasil

Estados e municípios devem intensificar vigilância

Uma recomendação aos estados e os municípios para que intensifiquem a vigilância em saúde para a possibilidade de transmissão vertical do vírus Oropouche foi emitida nesta semana pelo Ministério da Saúde (MS).

Segundo a pasta, a medida foi adotada após o Instituto Evandro Chagas do MS detectar presença do anticorpo do vírus em amostras de um caso de abortamento e quatro casos de microcefalia. “Significa que o vírus é passado da gestante para o feto, mas não é possível afirmar que haja relação entre a infecção e o óbito e as malformações neurológicas”, disse o ministério em nota divulgada na quinta-feira (11).

No documento, a pasta orienta que estados e municípios também intensifiquem a vigilância nos meses finais da gestação e no acompanhamento dos bebês de mulheres que tiveram infecções por dengue, Zika e Chikungunya ou febre de Oropouche. O ministério recomenda ainda coletas de amostras e preenchimento da ficha de notificação; que se alerte a população sobre medidas de proteção a gestantes, como evitar áreas com a presença de maruins (tipo de inseto) e mosquitos, instalar telas em portas e janelas, usar roupas que cubram a maior parte do corpo e aplicar repelente.

Segundo as informações, o serviço de detecção de casos de Oropouche foi ampliado para todo o país em 2023, após o Ministério da Saúde disponibilizar testes diagnósticos para toda a rede nacional de Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen). Com isso, os casos, até então concentrados prioritariamente na Região Norte, passaram a ser identificados também em outras regiões do país.

“A descoberta reforça a eficiência da vigilância epidemiológica no SUS, principalmente em relação a possíveis transmissão vertical de doenças, fundamental para antecipar diagnósticos e proteger gestantes e recém-nascidos”, informou o ministério.

Sintomas
A febre Oropouche é uma doença causada pelo arbovírus Orthobunyavirus oropoucheense (OROV). Entre os sintomas estão febre de início repentino, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, além de tontura, dor na parte posterior dos olhos, calafrios, náuseas, vômitos. Em cerca de 60% dos pacientes, algumas manifestações, como febre e dor de cabeça persistem por duas semanas. Não há tratamento para a doença. A prevenção é feita a partir da proteção contra os mosquitos transmissores.

A febre Oropouche foi identificada pela primeira vez no Brasil em 1960. Depois disso, foram relatados casos isolados e surtos, principalmente na região amazônica. Também ocorreram registros da doença no Panamá, na Argentina, Bolívia, no Equador, Peru e na Venezuela. Com a ampliação da investigação da infecção no país, foram confirmados 7.044 casos, com transmissão local em 16 estados.

Edição: Aécio Amado

Compartilhe:

A Patrulha Rural do 10º Batalhão da Polícia Militar do Paraná esteve presente em uma importante reunião no Sindicato Rural Patronal de Marilândia do Sul. O evento contou com a participação de diversos produtores rurais da região para discutir o projeto Patrulha Rural Comunitária 4.0.

Durante a reunião, foram abordados temas cruciais para a segurança rural, incluindo os meios de acionamento da Polícia Militar, explicações detalhadas sobre os procedimentos de cadastro e o processo de instalação das placas de sinalização. O evento não apenas permitiu a troca de informações essenciais entre a unidade policial e os produtores, mas também apresentou à comunidade o novo modelo de patrulhamento rural, visando fortalecer a segurança na região.

A iniciativa visa não apenas aumentar a segurança, mas também estabelecer uma parceria eficaz entre a Polícia Militar e os moradores rurais, promovendo uma maior proximidade e colaboração mútua.

Compartilhe:

Imagem por:Jonatam Batistta/Canal 38

No final da tarde deste sábado (13), um homem entre 30 e 40 anos foi encontrado morto em um lago que fica localizado entre o o Tancredo Neves e o Jardim Marissol, em Apucarana, após ter sido visto correndo pela rua e entrando na represa sem roupas. A Tenente Ana Paula do Corpo de Bombeiros de Apucarana forneceu detalhes sobre o ocorrido.

“Recebemos a solicitação via telefone de emergência 193 de uma pessoa que disse ter visualizado um rapaz que teria vindo correndo pela rua e para o lado dentro da represa, já sem roupas, e depois de ter pulado, não havia voltado à superfície. Viemos com nossas equipes de salvamento e iniciamos as buscas com a técnica do mergulho livre. Enquanto isso, também estávamos preparando uma outra equipe para realizar o mergulho com equipamento, caso fosse necessário.

Na primeira tentativa, na técnica do mergulho livre, nossos Bombeiros Militares conseguiram localizar essa vítima. O rapaz foi retirado da água e iniciamos os procedimentos de reanimação cardiorrespiratória com a equipe do SAMU e a equipe médica no local. Mesmo com todos os esforços, o óbito foi decretado pelo médico responsável”, relatou a Tenente.

Ela acrescentou que a localização da vítima foi rápida após a chegada do Corpo de Bombeiros ao local. “Mesmo com todos os procedimentos realizados, infelizmente o rapaz não resistiu. Após a finalização do trabalho, o SIATE do Corpo de Bombeiros retornou à base e o SAMU, após a chegada dos outros órgãos responsáveis, como o IML, para dar o encaminhamento necessário”, concluiu a Tenente Ana Paula.

O caso agora segue sob investigação para determinar as circunstâncias exatas que levaram à tragédia.

Compartilhe:

Mais lidas

STF retomará quinta-feira julgamento sobre revisão da vida toda Sessão foi suspensa em dezembro do ano passado

Prefeito Sérgio Onofre Convida para a Abertura dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Doméstica Contra a Mulher”

PM de Apucarana recolhe motocicleta abandonada após denúncia anônima

PM de Jandaia do Sul aborda elemento por infração de trânsito

Canal 38 ao vivo

Previsão do tempo

Redes Sociais